«

»

Jan 20

Print this Post

O PERIGO CRÍTICO DA OFENSA, FOFOCA, BRIGA E FALTA DE PERDÃO

WARRIORS RISING

Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2015.

O PERIGO CRÍTICO DA OFENSA, FOFOCA, BRIGA E FALTA DE PERDÃO

Querido(a) guerreiro(a)!

É com o coração muito pesado que eu escrevo essa carta e divido essa informação tão importante com você. É vitalmente necessário e criticamente imperativo que nós, como membros de um corpo e irmãos e irmãs em Cristo, reconheçamos as artimanhas e ciladas de nosso adversário contra nós. Nós precisamos prestar atenção e estarmos cientes das estratégias metódicas, militaristas e esquemas de diablo (diablo = penetração) contra nossas vidas e famílias.

Eu acredito e eu já observei que uma das maiores táticas do inimigo contra nós no passado, presente e futuro é e será a OFENSA. A ofensa é a maior armadilha de satanás e é uma arma que causa mais dor, machucado, destruição e miséria do que podemos imaginar.

Nós precisamos estar constantemente aprendendo a nos guardar e a reconhecer quando o adversário estiver tentando usar a ofensa para trazer divisão e briga. Para fazer isso, nós precisamos continuar a aprender a guardar nossos corações, bem como nossos pensamentos e mente contra tentativas diabólicas de penetrar nossas vidas e relacionamentos.

Sejamos honestos aqui: Antes de qualquer tipo de ofensa criar raiz em nossos corações, almas (nossa mente, vontade, emoções e intelecto) precisam ser atacadas com pensamentos e emoções negativas, os quais a raiz e fonte são do inimigo das nossas almas. Pode ser que tenhamos sofrido uma injustiça e verdadeiramente queremos perdoar aquela pessoa. No entanto, o inimigo irá atacar nossa mente com pensamentos que se levantam contra o conhecimento de Deus e Sua palavra. Lentamente a ofensa pode virar animosidade e amargura, e pode rapidamente crescer como um câncer e se tornar ódio que irá não só destruir o relacionamento, mas também irá potencialmente destruir nossas vidas também!

Existem inúmeras escrituras que nos alertam contra esta arma maligna do inimigo, pois é apenas o amor ágape puro e sem macula do Pai que pode nos proteger e nos curar das ciladas e armadilhas astutas e sorrateiras do inimigo. Dentro do Seu amor estão o poder e a capacidade para o PERDÃO e esta é umas das maiores ferramentas e defesas contra as ciladas do adversário em nossas vidas. Lembre-se que o perdão precisa acontecer em nossos CORAÇÕES e não só em nossas palavras ou bocas!

Vamos pegar alguns momentos para olhar algumas escrituras referentes a isso. Para começar devemos ler todo o livro de Primeira João. Jesus Cristo nos ensinou que o maior mandamento é amar ao Senhor seu Deus com todo o seu coração, alma e força, E amar o seu irmão como a si mesmo! Os dois são sinônimos, e estão lado a lado. Você não pode ter um sem ter o outro. Você não pode dizer ou se chamar de ‘Cristão’ e ter ódio e animosidade em seu coração para com seu irmão e/ou irmã em Cristo.

Também não podemos trata-los mal demonstrando ódio a eles em nossas palavras e ações, ou fofocando, falando mal, e dizendo coisas más sobre eles pelas costas. Estas são coisas que nosso Pai celestial NÃO gosta, e Ele também nos alerta das ramificações e consequências que podem resultar da desobediência aos Seus mandamentos referentes a essas coisas. Nós também podemos pensar que estamos saindo ilesos com a fofoca e falando mal de nossos irmãos e irmãs em Cristo, mas as escrituras nos dizem que nossas palavras pesadas vão chegar a eles de uma forma ou de outra… Mesmo que um pássaro do céu leve a sua voz!

Nem ainda no teu pensamento amaldiçoes ao rei, nem tampouco no mais interior da tua recâmara amaldiçoes ao rico; porque as aves dos céus levariam a voz, e os que têm asas dariam notícia do assunto.” Eclesiastes 10:20

Aqui estão mais alguns trechos das escrituras para pensarmos antes de decidirmos entrar na fofoca e em falar mal dos outros:

O que anda tagarelando revela o segredo; não te intrometas com o que lisonjeia com os seus lábios.” Provérbios 20:19

O que despreza o seu próximo carece de entendimento, mas o homem entendido se mantém calado. O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto.” Provérbios 11:12,13

O que guarda a sua boca conserva a sua alma, mas o que abre muito os seus lábios se destrói.” Provérbios 13:3

Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo; não te porás contra o sangue do teu próximo. Eu sou o Senhor.” Levítico 19:16

Ou seja não ande por aí espalhando maldade no meio do seu povo e não faça nada que prejudique a vida ou o bem-estar de seu irmão.

Agora vamos ver os versículos de 1º João 2:9-11:

Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas. Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo. Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos.”

Através do Espírito Santo, o apóstolo João deixa abundantemente claro que não podemos nos chamar de ‘Cristãos’ que andam na luz enquanto tivermos ódio em nossos corações para com outro irmão e/ou irmão em Cristo. Na verdade, nós estamos andando em trevas com o potencial para nosso próprio ‘tropeço’, destruição e fracasso. Estamos cegos pela escuridão ou por uma natureza ‘morta’ espiritualmente e não podemos saber onde estamos indo. João explana neste assunto no próximo capítulo.

No terceiro capítulo de 1º João versículos 14 e 15 nós lemos o seguinte:

Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama a seu irmão permanece na morte Qualquer que odeia a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele.”

João nos confirma que odiar os irmãos nos faz habitar em um estado de morte espiritual. Como sabemos disso? Bem, porque as escrituras nos dizem que odiar a nosso irmão e/ou irmã nos faz sermos como homicidas, e que “nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele.” Ai. Que frase difícil que deveria na verdade ser um abrupto choque de realidade para nós se formos pegos com contenda e/ou ódio para com nossos irmãos e/ou irmãs. É apenas o amor ágape verdadeiro do Pai em nós pelos nossos irmãos e irmãs que nos confirma que estamos habitando na vida que é eterna.

Eu não irei me aprofundar mais nestas escrituras, mas irei te encaminhar para alguns links do site com ensinos mais extensos sobre o tema.

LINKS:
Sentimos informar que estes textos não tem tradução em português ainda, mas se você entende inglês pode lê-los através dos links abaixo:

THE TRUE LOVE OF GOD -LOVE GOD AND HATE OUR BROTHER?! http://www.warriorsrising.com/?p=640 
HOW CAN WE SAY WE LOVE GOD & HATE OTHERS?! http://www.warriorsrising.com/?p=431

Este dardo de ofensa contra os crentes também esta relacionado ao que Cristo disse que aconteceria nos últimos dias da história. Nós podemos ler Suas palavras nos versículos de Mateus capítulo 10:34-36:

Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.” Mateus 10:34-36 (Veja também Lucas 12:51-53)

A palavra da verdade é a espada que seu Senhor trouxe a este mundo para dividir e separar. Sim, a verdade pode separar e nos diferenciar dos outros. Esta é uma divisão saudável que Yeshua nos preparou. No entanto, a ofensa é uma arma que nosso adversário usa para tentar dividir e conquistar o corpo de Cristo. Nosso inimigo sabe muito bem que “Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá.” (Mateus 12:25; Marcos 3:25; Lucas 11:17)

Nosso adversário quer que peguemos a isca da ofensa que nos faz ficarmos presos em contenda e divisão contra nossas famílias e parentes, tanto espirituais como naturais! Nós precisamos lutar e permanecer contra essa armadilha e cilada enganosa e destrutiva. Nós também precisamos fazer o que Yeshua mandou em Mateus capítulo 7 versículos 1 a 6:

Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós. E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho? Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão. Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.” Mateus 7:1-6

Se nós vamos entrar no tipo de falso julgamento contra nossos irmãos, que é o resultado da ofensa, fofoca, falar mal e pelas costas, nós precisamos entender que com a mesma medida que nós cuspirmos esse vômito maligno, nós abriremos a porta para o inimigo para que isso volte para nossa própria vida. Nós não podemos e nem somos capazes de julgar justamente até que removamos o argueiro crítico de nosso próprio olho.

Então nós poderemos entender em contexto o que Yeshua quis dizer no versículo 6. Quando nós julgamos nosso próprio irmão e/ou irmã por algo que nós mesmos somos culpados, então estamos “deitando pérolas aos porcos” e nós mesmos seremos julgados do que acusamos os outros, conforme estes porcos voltem e nos despedacem ou nos julgue por nossa própria culpa! Nós podemos olhar para diversos exemplos disso dentro do corpo de Cristo, especialmente entre líderes que foram pegos em ofensa e atacaram uns aos outros, resultando na queda e julgamento de ambos, bem como numa horrível vergonha para a mensagem do evangelho. Quanto à ofensa, Cristo também nos ensinou em Mateus 24:10:

Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão.”

Nós podemos entender o contexto todo lendo o capitulo inteiro. Um aspecto principal do “início das dores” é que mais e mais crentes irão pegar a isca de ofensa de satanás, resultando em traição e ódio para com seus próprios irmãos e/ou irmãs. Estes são os tipos de pecados e iniquidades que estão abundantes nesta hora. Para explorar mais sobre este assunto, acesse o ensino “AI DO MUNDO POR CAUSA DAS OFENSAS!” http://www.warriorsrising.com/?p=343

Em conclusão, Eu também gostaria de olhar um pouco nas escrituras as consequências de sermos pegos em ofensa, fofoca, divisão, contenda e falta de perdão. Então podemos olhar para os passos que devemos tomar para encontrar cura e restauração.

Ontem eu fui um convidado em um programa de rádio online no qual falei o que estamos prestes a discutir aqui em relação ao capítulo 11 de 1º Coríntios. E isso tem a ver também com a comunhão e a relação do corpo de Cristo que foi partido em nosso beneficio para nos libertar como crentes da ofensa, contenda e divisão.

No versículo 18, o apóstolo Paulo começa falando, “Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio.”.

No próximo versículo ele fala sobre como a heresia começa a se infiltrar na igreja primitiva, e que as divisões e facções dentro do corpo ajudaram a trazer este tipo de heresia e disputa (Por favor, leia também o capítulo 12 de 1º Coríntios). Na verdade todo o livro lida muito com contenda e divisão no corpo. No versículo 3 do capítulo 3, ele chama a igreja de Corinto de carnal, dizendo:

Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens?”

Não é muito diferente de boa parte do corpo de Cristo atualmente, que anda em carnalidade ficando sempre preso em ofensa, divisão e contenda. Então, nos versículos a seguir (18 e 19 de 1º Coríntios 11) Paulo continua a descrever a comunhão de forma similar a quando Cristo tomou a comunhão com Seus discípulos antes de Sua crucifixão e ressureição. Agora olhe atentamente aos versículos finais, começado com o versículo 27:

Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice. Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor. Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem. Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.”

Nós como crentes tendo contenda e ofensa, se participarmos do corpo partido e sangue de Cristo através da comunhão, veremos que as escrituras dizem que comemos e bebemos indignamente, e somos culpados do corpo e do sangue do Senhor. Então o que é que nos torna culpados? O versículo 29 nos diz que comemos e bebemos para CONDENAÇÃO de nós mesmos porque nós NÃO DISCERNIMOS O CORPO DO SENHOR. O que significa isso irmão Calebe? Baseado nos versículos seguintes, podemos entender que em contexto isso significa que porque nós somos pegos em ofensa, contenda e divisão no corpo de Cristo, o corpo de muitos membros de Cristo, ou nossos irmãos e irmãs, que não discernimos propriamente Seu corpo, e, portanto, nos abrimos para o julgamento. Que tipo de julgamento? Bem, o versículo 30 nos da à resposta.

A causa e consequência de causar contenda e ofensa entre nossos irmãos, o corpo de Cristo, é FRAQUEZA, DOENÇA e até mesmo MORTE PREMATURA! O termo ‘dormir’ no grego e aramaico especificamente é traduzido como morte natural. Isso significa que podemos morrer bem antes do tempo. Baseado em versículos anteriores que vimos no livro de 1º João eu acredito que também pode resultar em morte espiritual, ou em cair da graça e salvação.

Uau. Que coisa séria a se considerar. As consequências e condenação pode se manifestar de várias formas, incluindo qualquer forma de doença e enfermidade que pode levar a morte prematura. Meu querido(a) amigo(a) eu já vi isso acontecer diversas vezes, e eu posso te assegurar de que o Espírito Santo leva muito a sério os perigos da ofensa, contenda e divisão, e mais importante que isso, a necessidade de evitarmos e nos livrarmos disso. Então qual são o remédio e os passos que podemos tomar para nos livrarmos disso?

Os versículos 31 e 32 nos respondem. Eles nos dizem que é por JULGARMOS A NOS MESMOS. Se nós julgarmos a nós mesmos através do arrependimento e por acertamos nossos corações com nosso Pai e com nossos irmãos a quem demos ou tomamos ofensa, ou com os que nós causamos ofensa, contenda e divisão, então podemos encontrar a cura. Em fazer isso, nós somos corrigidos e castigados pelo Senhor, ao invés de sermos julgados e condenados com o resto do mundo.

O que significa que o mundo espiritualmente morto, que ainda não nasceu de novo e não foi regenerado está sujeito a doença, enfermidade e morte que vem do resultado da queda do primeiro Adão. Se eles são diagnosticados com uma doença terminal, fora da salvação e cura do sangue de Cristo, eles praticamente não têm nenhuma chance de cura. No entanto, nós crentes, nascidos do último Adão, Cristo Jesus, temos uma aliança de cura e restauração na qual, Romanos 8:2 diz que a lei do espírito de vida em Cristo Jesus nos libertou da lei do pecado, da morte, doença e enfermidade que reina sobre o resto do mundo! Isso sim merece um grande e alto amém e aleluia!

Então, depois de nos arrependermos em nossos corações e nos acertarmos com nosso Pai E com nossos irmãos, nós podemos livremente tomar a comunhão, o corpo partido e sangue de Cristo, e receber não só perdão e restauração, mas também total e completa cura sobrenatural dentro de nossas mentes e corpos prejudicados! Esta é uma promessa da palavra e Cristo sacrificou a Sua vida em nosso benefício, em benefício do Seu corpo, para que nós pudéssemos ser restaurados ao tipo de união e comunhão que Ele orou por nós em João 17 (Leia também este capítulo). Para que possamos ser um com o Pai e um uns com os outros, assim como Ele e o Pai foram e são um em espírito. Amém.

Para finalizar eu gostaria de encorajar você a buscar sinceramente em libertar-se de ofensa, contenda e divisão. Esta é uma cilada perigosa do inimigo e têm custado muitas vidas e relacionamentos. Vamos deixar de nos tornarmos peões da agenda do inimigo e de seu plano diabólico contra o corpo de Cristo. Por favor, ore comigo esta oração:

Pai Celestial, Eu venho diante de você através do precioso sangue de Jesus Cristo. Eu peço que você me perdoe por causar, ou por guardar ofensa de meus irmãos e irmãs em Cristo. Eu me arrependo por tomar a isca do inimigo, e por ter sido pego em qualquer tipo de contenda, divisão e falta de perdão com meus irmãos. Eu peço que pelo poder do seu poderoso Espírito Santo da verdade, você comece a curar e restaurar meu coração e minha mente da ofensa causada ou tomada. Eu peço que você me traga de volta ao posicionamento correto com você, bem como com meu irmão e/ou irmã.

Pai, eu escolho agora julgar a mim mesmo e permitir que você me julgue, castigue e corrija, para que eu não possa ser julgado ou condenado com o resto do mundo. Eu recebo sua correção. Por favor, me ajude a ver e a remover o argueiro que está no próprio olho, para que então eu possa remover o a trave que esta nos olhos do meu irmão. Eu te agradeço, pois eu estou livre agora deste julgamento e ofensa para andar em verdadeira liberdade e relacionamento com você, bem como com meus irmãos. Eu te agradeço porque eu não preciso mais odiar ou ter animosidade no meu coração para com os outros, e que eu posso andar na luz, assim como você está na luz. Eu te agradeço pelo sangue de Jesus Cristo que me limpa de toda a injustiça, e me lava mais branco que a neve. No poderoso nome de seu ressurreto Filho Yeshua, Eu oro… Amém e amém!”

Na amorosa misericórdia, compaixão, graça e verdade do Pai,

Caleb

Warriors Rising

www.WarriorsRising.com

contato@warriorsrising.com

Permanent link to this article: http://www.warriorsrising.com/?p=784